As Unicórnios brasileiras que alcançaram U$ 1 bilhão de valor de mercado são de diversos setores, conheça quais são elas neste post

Unicórnios brasileiros que podem ficar milionárias em 2022

Hoje, pelo menos 14 Unicórnios brasileiras devem surgir em 2022. Essa é uma afirmação feita pelo famoso hub de inovação, o Distrito. Então, confira mais sobre estas startups neste post.

Leia também:

As Unicórnios brasileiras

Unicórnios são startups avaliadas em mais de U$ 1 bilhão de valor de mercado. Desse modo, o país possui pelo menos 22 destas empresas que fazem parte desta lista.

Antes do final de 2021, o Brasil bateu o recorde de investimentos neste modelo de negócio. Afinal, foram U$ 9,4 bilhões em inovação. Essa quantia representa 2,6 vezes o valor investido no ano anterior, de acordo com reportagem da Folha de S. Paulo. 

Além da MadeiraMadeira, Mercado Bitcoin, e Hotmart, as seguintes empresas alcançaram este patamar no ano passado:

  • Unico;
  • Numvemshop;
  • Frete.com;
  • Cloudwalk;
  • Daki;
  • Merama;
  • Facily;
  • Olist.

No último ano o Brasil ganhou mais 10 unicórnios. Portanto, aconteceu um salto de 11 para 21 empresas com este valor no mercado brasileiro. Assim, saiba quais são as próximas empresas que podem fazer parte desta lista.

As Fintechs

Parte das próximas Unicórnios brasileiras são empresas que trazem soluções financeiras e de tecnologia. Confira algumas delas: 

a55

Criada por André Wetter e Hugo Mathecowitsh, a fintech do setor de crédito captou U$ 114 milhões. Além disso, a empresa fornece crédito para empresas que utilizam tecnologia.

A plataforma da empresa reúne várias informações, como por exemplo, o seu faturamento. Então, com base nessas informações é que acontecem as análise de crédito, de forma mais inteligente e eficaz.  

Foram mais de R$ 200 milhões em crédito tanto no México, quanto no Brasil ofertados para mais de 200 companhias de tecnologia.

Contabilizei

A fintech, que começou a operar em janeiro de 2014, por fim, se tornou um grande escritório de contabilidade online e captou U$ 37 milhões. Desse modo, hoje a empresa conta com mais de 30 mil clientes em 50 cidades pelo país.

Cora

A Cora começou a operar em outubro de 2020 e seu produto consiste em uma conta digital que possibilita fazer e receber pagamentos por boletos. Além disso, ela permite realizar transferências e Pix sem custos extras. 

O faturamento vem dos cartões de crédito, assim como do débito que ela fornece aos clientes. Desse modo, eles repassam uma comissão a Cora por cada compra feita. 

Foto: O número de Unicórnios brasileiras cresceu muito no último ano.

Alimentação e Pets

Outro setor de Unicórnios brasileiras que ganha destaque é o de alimentação. Confira quais são as startups que devem alcançar U$ 1 bilhão de valor de mercado em 2022. 

Liv up

A startup do setor de alimentação captou U$ 81,96 milhões em suas finanças. Criada por Henrique Castellani e Victor Santos em 2016, a empresa se tornou o elo entre agricultura familiar e orgânica com os clientes.

São cerca de 500 mil refeições que podem ser congeladas ou ainda, usadas para consumo imediato. A produção é em uma cozinha com 8 mil metros quadrados e em outros 5 locais de portas fechadas.

Petlove

Com U$ 222 milhões captados, a empresa de produtos e serviços para o ramo pet começou como um e-commerce. Por fim, se tornou um grupo que reúne tanto a loja virtual, quanto um clube de assinatura.

Shopper

Com um modelo de delivery programado para compras de supermercado. Os maiores clientes desta startup são famílias que fazem compras mensais. Desse modo, fornece em grande parte produtos não perecíveis, bebidas, bem como produtos para pets.

Plano de expansão 

A empresa tem um plano para crescer. Com o intuito de atender 120 cidades do estado de São Paulo até o final de 2022. Em seguida, pretende começar a operar no Rio de Janeiro.

Outros setores

As Unicórnios brasileiras também estão presentes em outros setores, como por exemplo, transporte, saúde e educação. Assim sendo, saiba mais sobre os aportes que elas receberam, que estão fazendo com que aumentem seu valor de mercado.

Alice

A empresa oferece soluções de saúde de modo digital. Dessa maneira, o usuário contrata o produto da Alice e recebe um plano de ação elaborado por enfermeiro, médico, nutricionista e preparador físico.

Com uma captação de U$ 176 milhões, a empresa se tornou um unicórnio. A sua primeira venda aconteceu em julho de 2020 e hoje ela conta com uma carteira de pelo menos seis mil pessoas. Além disso, a Alice possui vínculo com 10 hospitais na grande São Paulo.

Descomplica

O professor de física Marco Fisbhen criou a Descomplica com o intuito de ir além dos cursos pré-vestibulares. Afinal, a empresa de educação oferece vídeos de reforço escolar, concursos públicos, cursos de graduação e pós-graduação.

Com um total de U$ 114,8 milhões captados, a startup alcança 5 milhões de alunos por meio das assinaturas em seu próprio site. Além disso, ainda realiza aulas em redes sociais como Instagram e TikTok. 

Kovi

Fundada por Adhemar Milani e João Costa em 2019, a empresa do setor de transporte aluga carros, principalmente para motoristas de aplicativos. Então, essa é mais uma das Unicórnios brasileiras. 

Investimento

A empresa recebeu U$ 145,6 milhões. Hoje conta com pelo menos 10 mil assinantes no Brasil e no México.

Startups que ajudam outros negócios

Há algumas Unicórnios brasileiras com o intuito de trazer soluções inteligentes para outras empresas, como a Omie e a Cortexa. Conheça um pouco mais sobre o modelo de negócios das duas.

Omie

A Omie oferta o software de gestão para pequenas e médias empresas para atender diversos setores como por exemplo, bares e restaurantes, comércio, indústrias e prestadores de serviços.

O objetivo da startup é prover alguns serviços financeiros, como antecipação de recebíveis, conta digital, cobranças via boleto e pix, entre outras. Com isso, a empresa espera alcançar pelo menos 100 mil clientes em 2022.

Cortexa

Fundada por Daniel Pires e Leonardo Rangel, a startup do ramo de marketing e vendas recebeu U$ 31,3 milhões. A empresa trabalha fornecendo inteligência de dados para empresas como Claro, Unilever e Visa.

Estas informações permitem que seus clientes estimem o retorno de campanhas publicitárias, bem como os valores em vendas nas próximas semanas.

Foto: Há Unicórnios brasileiras em diversos setores como educação e transporte

Investimento em startups

Para quem busca diversificar a carteira de investimentos e possui interesse em inovações tecnológicas, investir em startups pode ser uma boa escolha.

O novo marco, então, tornou mais simples investir nas companhias, tanto ao se tornar um investidor anjo, como por meio da Bolsa de Valores. Além disso, é possível investir das seguintes maneiras:

  • Aceleradora;
  • Semente ou Seed;
  • Plataformas de investimentos;
  • Via séries A, B, C.

Há uma outra boa notícia para o setor, pois as grandes empresas também estão construindo programas de relacionamento com startups. Portanto, é possível esperar que mais companhias consigam entrar na lista das Unicórnios brasileiras.

Foto: Marvin Meyer em Unsplash

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 154

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo