nova plataforma b3

É o fim do CEI? Testamos a nova plataforma da B3 para os investidores!

No final do mês de abril de 2021, a bolsa de valores brasileira enviou para alguns usuários um convite para testar a nova plataforma da B3 para os investidores que irá substituir o Canal Eletrônico do Investidor em breve.

A ideia do pré-lançamento é apresentar a nova área logada do investidor da B3 e suas principais funcionalidades. A B3 promete entregar um produto tecnológico para organizar os investimentos na bolsa de valores de forma consolidada, transparente e confiável, facilitando a visualização gestão do seu portfólio.

Se você já usa planilhas de controles de ações e investimentos, muito provavelmente já recorreu ao CEI para coletar alguma informação para deixar o controle mais completo.

O que é o CEI?

O Canal Eletrônico do Investidor, ferramenta que será substituída pela nova plataforma, tem a função de ser um portal de consulta para o investidor de renda fixa e variável com o objetivo de checar as suas posições, consultar a agenda de proventos provisionados e creditados, checar os números de empréstimos de ativos, posições em derivativos, baixar extratos e informativos da BM&FBOVESPA, B&MF, Cetip, Tesouro direto, avisos de transferências, ofertas públicas, entre outras funcionalidades.

Tela inicial do CEI – Fonte: B3

Como é a nova plataforma da B3 para os investidores?

A nova plataforma da B3 para os investidores chega com as seguintes vantagens e funcionalidades:

  • login mais simples e prático, além da facilidade para visualizar pelo celular ou tablet;
  • extrato unificado, com todas as posições e movimentações da sua carteira de investimentos na B3 de forma consolidada, independentemente do banco ou corretora que possui investimentos;
  • previsão de pagamentos de eventos das empresas e fundos imobiliários de seu portfólio (dividendos, rendimentos, etc).

Essencialmente, contém as mesmas funcionalidades do CEI, porém com a vantagem de ser mais amigável no mobile e ter um layout mais agradável e organizado.

Além disso, é importante destacar que os investimentos em renda fixa, com exceção do Tesouro Direto, não serão demonstrados na plataforma. Ou seja, se você tem algum CDB, por exemplo, ele não estará disponível no demonstrativo consolidado.

Principais telas da nova plataforma da B3

Em seguida, vamos conhecer as principais telas da nova plataforma da B3 e como usar a ferramenta:

1. Tela inicial

Inicialmente, após logar e fazer as configurações de segurança, temos a introdução da plataforma e seu total acumulado, excluindo investimentos em renda fixa.

Tela inicial da nova plataforma da B3

2. Posição resumida e gráfico

Em seguida, a plataforma fornece um resumo da divisão de produtos por tipo de investimento, semelhante ao que fazem os apps de gestão e consolidação de carteira.

Posição resumida na nova plataforma da B3

3. Movimentações recentes

Posteriormente, ao continuar a rolagem da tela, é possível visualizar as movimentações recentes feitas em bolsa de valores: compras e vendas, proventos recebidos, etc.

Movimentações recentes na nova plataforma da B3

3. Extrato de posição

Logo depois, a tela mais importante da ferramenta é a que te permite ver suas posições, movimentações recentes e negociações recentes, com filtros e datas. Além disso, um botão logo abaixo permite mudar para tela de proventos.

4. Eventos provisionados

Por fim, na visualização dos proventos, são apresentados os dividendos, rendimentos e outras bonificações previstas na sua carteira. Há, assim como na tela anterior, a possibilidade de exportar um arquivo com essas informações.

Eventos provisionados na nova plataforma da B3

Conclusão

Em síntese, é possível concluir que a nova ferramenta se assemelha bastante ao que era o Canal Eletrônico do Investidor. Há, sem dúvidas, as vantagens de ser um layout mais agradável e de fácil navegação, bem como ter a característica de ser mobile friendly, o maior benefício dessa mudança. Não foram introduzidas novas funcionalidades em relação ao CEI e há bem menos menus de navegação. Contudo, é de se esperar que a B3 melhore a sua nova plataforma com o tempo e feedback dos investidores.

Investidor buy & holder, co-fundador do Diário de Investimentos, jornalista (17.248/MG), fotojornalista, escritor, graduando em ciências econômicas, estrategista de conteúdo na área de Marketing Digital e especialista em gestão estratégica da comunicação e comunicação digital e mídias sociais.
Post criado 47

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo