Descubra como usar os indicadores financeiros para analisar o comportamento do mercado financeiro e tomar as melhores decisões

Os indicadores financeiros para usar no dia a dia

Os indicadores financeiros são algumas medidas que ajudam a avaliar se uma ação vale a pena ou não. Por isso, é importante entender quais são elas na B3 e como o desempenho de cada empresa é importante para a sua decisão final.

Conheça os indicadores financeiros

A expressão é usada para definir métricas que coletam e analisam os dados sobre os aspectos financeiros de uma marca. Dessa forma, o item fornece informações importantes para o investidor que quer aplicar e precisa saber o quanto a ação é rentável.

Porque são essenciais

Eles são fundamentais para entender como a empresa tem se comportado no mercado. Por meio dele, o investidor descobre qual é o lucro real e o nível de dívidas que a companhia apresenta. Assim, é possível tomar as melhores decisões para seu dinheiro.

Quem é gestor também precisa acompanhar muito essas medidas para entender como o seu negócio está. Portanto, com esses dados em mãos, é possível mudar estratégias para que ele alcance o sucesso.

Ao verificar seu desempenho anterior, o administrador é capaz de traçar uma previsão do futuro da empresa. Além disso, dá para identificar os pontos frágeis do negócio e ver como melhorar seus potenciais. 

Veja como analisar os dados

É crucial saber ler os indicadores financeiros para fazer as melhores escolhas. Afinal, é preciso identificar os que são interessantes para os seus objetivos e os que não trazem as informações que você precisa.

Quem domina esse tipo de análise consegue tomar suas decisões com mais clareza. Ou seja, tem critérios claros e concretos e não faz só suposições sobre o futuro que a marca vai ter. 

É preciso saber como comparar cada item para fazer a melhor leitura. Para isso, tenha em mãos o histórico da companhia e veja como ela evoluiu ao longo do tempo, ainda mais nos últimos trimestres.

Outra forma de observar os dados é colocá-los ao lado das informações dos concorrentes. Dessa forma, se cria um paralelo entre os ativos desejados e acha-se o que rende mais entre eles.

Como verificar resultados negativos

Nem sempre um resultado negativo significa que um negócio é ruim. Por exemplo, uma redução na margem líquida em um período pode ser uma estratégia de investimento.

Para saber se é um fator único ou não, é preciso analisar de uma forma ampla. Portanto, sempre busque verificar os motivos reais de cada um dos números serem positivos ou negativos.

Quais são os melhores indicadores financeiros

Existem vários deles no mercado, por isso, eles são divididos em categorias. Deste modo, é mais fácil encontrar os que farão diferenças na sua escolha, as principais delas são:

  • Rentabilidade;
  • Liquidez;
  • Dívidas.

Rentabilidade

Avalia os lucros da empresa ao longo do período e é um dos principais itens para observar. Isso porque, é uma métrica que diz como a instituição gera retorno financeiro e paga seus dividendos.

Margem líquida

É a porcentagem de lucro líquido obtido pela firma em relação à receita total. Ou seja, qual a quantia real de dinheiro que sobra depois de pagar taxas e impostos.

ROI

É o Retorno sobre investimento e aponta o quanto a marca ganha. Dessa forma, dá uma visão a pessoa de quanto ela receberá ao longo dos trimestres.

Margem bruta

É a porcentagem de ganho que a organização incorpora a cada venda realizada. Então, é uma margem interessante para quem deseja fazer um investimento a longo prazo.

ROE

O Retorno sobre Patrimônio Líquido é um dos itens mais importantes a se analisar. Isso porque, avalia se uma empresa rende bem ou não, assim, quanto mais alto for, mais eficiente é.

Margem EBITDA

É a capacidade operacional de caixa que a companhia tem. Portanto, mede o quanto o negócio consegue gerar de recursos com as suas próprias atividades de operação.

Endividamento

São usados para medir a quantia de dívidas que a instituição apresenta. Dessa forma, mostra qual é a sua situação financeira real.

Indicadores financeiros de liquidez

Estes são importantes para saber a frequência que as ações são procuradas. Assim, é muito importante para aquelas de curto e médio prazo.

Corrente

Mostra a capacidade da empresa em honrar seus compromissos recentes. Dessa maneira, tem um cálculo simples e quando o resultado é superior a 1, significa que ela tem recursos para cumprir seus deveres.

Seca

Diferente da corrente, este estilo não considera o estoque no cálculo do ativo. Mas, da mesma forma que a anterior, se ela for maior que 1, quer dizer que o capital é capaz de pagar as obrigações.

Geral

Mede todos os ativos e passivos do balanço de patrimônio de curto e longo prazo. Portanto, quando se analisa esse ponto, dá para descobrir se a liquidez está em alta ou em baixa. 

Imediata

Mostra a capacidade de pagar por meio do saldo em suas contas ou em aplicações a curto prazo. De forma geral, ela mostra a habilidade de uma companhia em lidar com uma emergência.

Use os Indicadores Financeiros

As métricas são cruciais para definir quais as melhores escolhas para um investidor. Então, avalie bem cada um deles e entenda se a empresa tem bons lucros.

Foto de Lukas no Pexels

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 141

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo