Entenda o que são empresas microcap, small caps e blue chips. Veja também como cada uma atua no mercado de ações e suas diferenças. Além disso, veja como investir.

Diferenças entre microcap, small caps e blue chips

É fundamental entender o que são as ações microcap, small caps e blue chips antes de fazer seus investimentos. Afinal, conhecer outros tipos de ações conforme o tamanho  e o valor de mercado pode ajudar na escolha de boas oportunidades de ganhos. 

Neste artigo, conheça as características e as diferenças entre esses três tipos de investimentos. Além disso, entenda como identificá-las no mercado de ações e fazer a melhor escolha. 

O que é Microcap?

Microcap são as empresas menores que estão listadas na bolsa. Assim, normalmente, possuem como valor de mercado de US$50 milhões a US$300 milhões. Sendo também pouco conhecidas por terem um menor patrimônio líquido e uma baixa liquidez

As ações Microcap são, em muitos casos, ignoradas pelos investidores. Já que muitos desconhecem as suas características e os fundamentos desses papéis. Em geral, as empresas possuem um alto potencial tanto em crescimento quanto em valorização. 

As Microcaps são negócios novos ou de que são de um setor de atuação com mais restrição. Certamente, possibilitando maiores ganhos para os investidores. Conheça algumas empresas Microcaps:

  • Indústrias ROMI S.A (ROMI3);
  • Valid Certificadora Digital (VLID3).

Riscos e vantagens

A principal vantagem de investir em ações Microcaps é o seu alto potencial de valorização. Além disso, por serem novas, a possibilidade de crescimento é um fator que pode aumentar ainda mais os rendimentos de seus investidores. 

Mesmo as Microcaps possuindo fatores vantajosos,  alguns pontos merecem atenção dos possíveis investidores. Sendo as principais desvantagens desses tipos de ações: 

  • Baixa Liquidez
  • Pouco acompanhamento de casas de análises
  • Risco elevado.

Entenda o que é small caps

As Small Caps são empresas de baixa capitalização. Ou seja, possuem um valor de mercado menor em relação às demais que são negociadas na B3. Em geral, valem entre US$300 milhões a US$2 bilhões. 

Empresas Small Caps são companhias que estão em processo acelerado para a sua expansão. Entretanto, ainda são relativamente novas,ou ainda com poucos anos de atuação no mercado. Portanto, pouco conhecidas pelos investidores, como: 

  • Movida (MOVI3);
  • Camil (CAML3);
  • Banco Inter (BIDI4).

Riscos e vantagens

Investir nas Small Caps exige maior atenção do que em empresas já conhecidas. Afinal, esse tipo de investimento possui mais riscos. Visto que o foco principal é o crescimento, essas companhias acabam se endividando. 

A principal vantagem ao  investir em empresas Small Caps é  o grande potencial de rendimentos fornecido. Por isso, é mais provável que essas ações sejam entregues em um período de tempo menor, maiores percentuais de rentabilidade para o investidor. 

Blue chips: o que é

As ações Blue Chips são as empresas mais seguras e consolidadas. Entretanto, isso não quer dizer que o preço desses papéis não irá variar. Certamente, elas oscilam menos na comparação com companhias de menor tamanho. 

Uma característica importante das Blue Chips é o alto valor de mercado. Sendo cerca de US$10 bilhões ou até mais. Tendo, como principal motivo desse valor a forte geração de caixa. Na bolsa de valores brasileiras, são exemplos de blue chips:

  • Petrobras (PETR4);
  • Vale (VALE3);
  • Ambev (ABEV3). 

Riscos e vantagens

Companhias Blue Chips raramente vão à ruína. Portanto, há menos riscos dessas terem recuperação após uma queda nos preços. Além disso, essas empresas já possuem renome dentro do mercado de ações.

Os papéis dessas ações não possuem uma alta tão rapidamente como as demais disponíveis para investimentos. Além de ter um menor espaço para o crescimento. Já que está em um segmento consolidado e na maioria das vezes com dominação maior. 

Quais as diferenças entre microcap, small caps e blue chips?

Para entender quais as diferenças entre ações Microcap, Small Caps e Blue Chips note que:  

  • Small Caps são ações de terceira linha. Onde normalmente possuem um valor de mercado aproximado. Assim, são empresas cujo valor de capitalização está por volta de U$3 bilhões;  
  • Microcap são os papéis de segunda linha. Então, tendo um valor  maior que as empresas Small Caps. Entretanto possuem o patamar das grandes como as Blue Chips;
  • Blue Chips são as ações de primeira linha. Ou seja, são empresas com maior estabilidade e consolidadas no mercado. Sendo na maioria das vezes, líderes em seus segmentos de atuação. Além disso, por terem um histórico positivo, são as empresas mais procuradas pelos investidores.  

Microcap

As Microcaps são empresas que possuem uma média de capitalização. Além disso, tem entre 2 e 10 bilhões de reais em valor de mercado. Assim como possuem uma estrutura bastante sólida. Entretanto, ainda não atingiram a posição de uma Blue Chip.

Small Caps

As Small Caps são as companhias mais novas no mercado. Ou seja, ainda estão em fase embrionária ainda. Assim, possuindo um valor de mercado de até R$2 bilhões. Geralmente tem seu desenvolvimento mais arrojado, buscando sempre inovar. 

Blue Chips

As Blue Chips são empresas famosas. Sendo aquelas que possuem maior renome. Pois são as mais importantes. Além disso, o termo Blue Chip é originário do jogo de cartas pôquer, onde as fichas azuis são as que possuem maior valor. 

Conclusão: Microcap, small caps e blue chips, qual devo escolher?

De imediato, vale ressaltar  que o porte de uma empresa não é o fator principal ao se escolher uma ação para investir a longo prazo. Certamente a qualidade sim deverá ser o fator predominante na sua escolha. Onde aumentará a chance de resultados superiores. 

Assim, ao definir seus critérios para investir, a qualidade para selecionar as ações. Além de ter entendido  quais os riscos e também características relacionados ao tamanho das empresas, será possível compor sua carteira. Podendo ter papéis de companhias de: 

  • Pequeno porte e com retorno por meio de crescimento; 
  • Médio tamanho que possuem uma melhor valorização; 
  • Grande porte, mais seguras e que tenham lucros maiores. 

Há diversas evidências no mercado financeiro que demonstram que as Small Caps possuem uma maior possibilidade de valorização. Ou seja, mais do que os demais papéis em períodos de alta na B3.

Em contrapartida, as Small Caps tem uma pior valorização nos períodos de queda. Ou seja, em última instância, espera-se que a rentabilidade do investimento nessas ações seja superior do que das demais. 

Foto: Floriane Vita por Unsplash

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 90

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo