Descubra as vantagens e desvantagens de aderir ao saque-aniversário do FGTS, levando em conta o destino que dará a essa renda

Entenda como funciona o saque-aniversário do FGTS

Aquele que possui carteira assinada tem direito ao saque-aniversário do FGTS. Isso porque, em 2019, surgiu essa nova modalidade, a qual os empregados retiram um determinado valor em dinheiro. Portanto, continue lendo para saber mais sobre isso.

O que é o saque-aniversário do FGTS?

É quando o trabalhador pode sacar o dinheiro que possui no fundo de forma parcial. O assalariado pode retirar esse valor todos os anos e de acordo com o mês do aniversário. Mas, quem recorre a essa opção e perde o emprego, não pode tirar a quantia total da conta.

Agora entenda como se perde o direito de receber o valor total

O trabalhador só pode retirar o dinheiro em casos específicos previstos na lei, por exemplo:

  • Na aposentadoria;
  • Doenças graves;
  • Em demissão sem justa causa;
  • Despedida por culpa recíproca ou força maior;
  • No financiamento da casa própria.

Caso você decida sacar o dinheiro em parcelas anuais, não receberá o valor pelas regras tradicionais. No entanto, continuará recebendo uma multa rescisória de 40% pelo seu chefe. Portanto, antes de tomar qualquer decisão, é sempre bom se informar antes.

Quem tem direito

Todos os trabalhadores que têm carteira de trabalho assinada podem aderir a essa antecipação. Em seguida, após a aprovação, a quantia estará na conta corrente do beneficiário ou em sua poupança, pronto para ser movimentado. 

Saiba como receber o saque-aniversário

Caso você tenha interesse em retirar o dinheiro, faça o download do app do FGTS. Também é possível fazer isso ao entrar no site da Caixa pelo seu navegador. 

Perceba que assim como em outros aplicativos de banco, é muito importante ler tudo com atenção, a fim de concordar com os termos e condições.

Após esse processo, clique em aderir ao saque-aniversário do FGTS. Além disso, no próprio app da Caixa, é possível fazer uma simulação de quanto irá receber. Quem quiser receber essa renda todo ano, vai depender do somatório de suas contas.

O funcionário com saldo de até R$ 500, por exemplo, terá 50% do seu dinheiro pronto para o saque. No entanto, o percentual é reduzido, de acordo com o valor que tem em conta.

Valor do benefício

Aqueles trabalhadores que têm um valor maior no saldo, os saques são acrescidos na parcela fixa e terá um dia estabelecido para retirada de cada um, entenda a seguir:

  • Saldo de R$ 1.000,01 mil até R$ 5 mil: recebe 30% mais um fixo de R$ 150;
  • De R$ 5.000,01 mil até R$ 10 mil: 20% mais um adicional fixo de R$ 650;
  • R$ 15.000,01 mil até R$ 20 mil: 10% mais um adicional fixo de R$ 1.900 mil.

Datas disponíveis para o saque

O trabalhador deve escolher o dia que deseja sacar entre o 1º ao 10º do mês de seu aniversário. A diferença é que, ao optar pelo 10º dia, a base de cálculo receberá um acréscimo de juros. Caso ele não queira sacar esse dinheiro, ele volta para onde veio.

Regras sobre o saque-aniversário do FGTS

Quando se decide tirar esse valor, pode acontecer de não se sentir satisfeito com ele. Nesse sentido, tem como voltar atrás, só que a migração acontecerá dois anos após a data de adesão. 

Apesar de ser um benefício optativo, ele possui algumas condições para o trabalhador, por exemplo: 

  • Ter mais de 18 anos;
  • Não ter débitos na Caixa Econômica;
  • Possuir o saldo de acordo com o permitido pelo programa;
  • Não ter restrições no CPF, ou problemas na Receita Federal.

Os prós e os contras de retirar o saque de aniversário

Para algumas pessoas, vale a pena investir no saque-aniversário do FGTS. Um exemplo disso, são os que acabaram de entrar no mercado de trabalho. Nesse caso, existe um benefício, porque se ele aderir e for demitido, não terá grandes perdas financeiras.

Outra vantagem é que as pessoas desempregadas que sofreram demissão por justa causa ou pediram as contas, terão um lucro maior. 

Já as pessoas com certeza empregatícia, por outro lado, podem eliminar as chances de serem demitidas e podem aproveitar para juntar o dinheiro.

Desvantagens

Para aqueles cidadãos que estão perto de se aposentar, não é uma boa opção. Isso porque, o valor do FGTS será liberado assim que vierem a se aposentar. 

Outro ponto contra, é que com o saldo menor, você terá uma quantia inferior disponível, por exemplo, para financiar uma casa.

Há ainda uma última desvantagem que não é possível sacar todo o dinheiro, como no FGTS tradicional. Como citado antes, será em parcelas pequenas, em caso de demissão por justa causa. Portanto, antes de tudo, tome uma decisão consciente.

Descubra se compensa retirar o saque-aniversário do FGTS

Segundo o Ministério da Economia, de janeiro a agosto deste ano, mais de cinco milhões de brasileiros aderiram a essa modalidade. Dessa forma, uma opção interessante é sacar a quantia e investi-la.

Quem tem um perfil mais conservador e quer rendimentos a curto prazo, uma ideia é o Tesouro Selic. No entanto, para aqueles que não tem pressa, há o Prefixado. 

Seja como for, a melhor escolha, sem dúvida, é sempre aquela que é tomada de forma consciente e de total acordo com as suas necessidades.

Negócio foto criado por jcomp – br.freepik.com

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 120

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo