Como começar os seus investimentos em ações

Como começar os seus investimentos em ações

Fazer investimentos em ações é uma boa maneira de garantir renda extra. Atualmente, as pessoas buscam mais alternativas e o avanço tecnológico ajudou isso.

Esse tipo de atitude, no entanto, precisa de conhecimento. Isto é, não se encaixa no tipo de coisa que se aprende somente praticando. É preciso estudar e entender melhor antes de agir.

Com isso, veja a seguir quais os primeiros passos. Portanto, o básico para começar a investir. Além disso, saberá das vantagens e outros detalhes importantes dessa ação.

O que é investimento em ações?

Para começar, entenda que as ações são como pequenas partes de uma empresa. Logo, é válido imaginar que uma companhia possui diversos pedacinhos.

Esses pedaços são colocados no mercado e fazem parte do valor de um negócio. Outro nome comum para as ações é “papel”. Então, o investimento acontece quando uma pessoa compra um deles dessa companhia.

Na prática, essa atitude é como tornar-se sócio da empresa. Dessa forma, você passa a contribuir com os rendimentos dela. Assim, a valorização ou desvalorização do negócio vai refletir no valor das ações.

Benefícios do investimento

O investimento em ações pode trazer diversos benefícios, como aumentar bastante a renda de seus donos. Desse modo, a seguir veja mais algumas dessas vantagens.

1 – Possibilidade de ganhar em dobro

Diferente da renda fixa, por exemplo, as ações são mais lucrativas. Com isso, você pode ganhar dinheiro de duas maneiras:

A primeira ocorre pela venda quando o papel sobe de preço. Já a segunda, é quando as ações são mantidas. Nesse sentido, o lucro é obtido pelas distribuições da própria companhia.

2 – Maior transparência

Por estarem a serviço de todos, o mercado costuma ser muito transparente. Isso garante credibilidade na hora de fazer investimento em ações.

3 – Resultados rápidos

Nem sempre os resultados com renda variável são demorados. Ou seja, dependendo das suas operações, você pode obter lucro muito rápido. Por exemplo, há possibilidade de desfecho em 24h apenas, mas deve-se ter cuidado, pois o risco de perda é maior.

4 – Diversidade

A necessidade de investir em empresas de um único setor não existe. Portanto, você pode diversificar seus investimentos em vários segmentos. O ideal é ter de 10 a 15 papéis na sua carteira, isso pode diminuir o risco de perda pois cada ação tem a sua valorização ou desvalorização. Este processo de ter vários papeis de vários segmentos chama-se diversificação.

Conheça seu perfil de investidor

Um importante passo para prosseguir é conhecer o seu perfil investidor. Isso é o que define como serão seus movimentos no mercado.

Para descobrir qual o seu, basta responder alguns questionários para saber qual o seu perfil para investimentos em ações. Vale lembrar que a Comissão de Valores Mobiliários requer essa classificação.

Tipos de perfis de investidor

Em geral, existem três tipos de perfis de investidor. São eles:

  • Conservador;
  • Moderado;
  • Agressivo.

Conservador

É o tipo de investidor que não corre risco algum. Sobretudo, suas operações serão feitas com produtos de baixíssima possibilidade de falhar. Esses usuários costumam investir mais em renda fixa que garante um retorno menor, mas é seguro.

Moderado

Já se tratando do moderado, pode-se dizer que seus riscos são médios. Em geral, são mais experientes e arriscam em investimentos em ações de renda variável. Porém, eles mantêm a preocupação com a segurança.

Agressivo

Também chamado de arrojado, esse tipo de investidor está disposto a correr riscos. Ele gosta de aplicar dinheiro em várias formas de renda variável. Por fim, seu objetivo é obter maior rentabilidade.

Estratégias de investimento em ações

O próximo passo depois do perfil é adotar estratégias. Dessa forma, podemos identificar algumas das mais comuns.

  • Value Investing (ou investimento de valor);
  • Investimento em crescimento;
  • Small Caps;
  • Investimento em Setor;
  • Dividendos;
  • Long & Short.

Um pouco sobre cada um

Cada planejamento tem suas próprias particularidades. Inicialmente, elas possuem ideias mais fundamentalistas, que investem em empresas mais consolidadas. No entanto, cada uma se adequa de um jeito diferente para o usuário.

Investir em crescimento, por exemplo, diz respeito ao mercado. Desse modo, a precificação dele propicia o investimento quando está ruim.

Há também o caminho de aproveitar papéis com menos destaque. É este o caso do investimento em ações de Small Caps

Quanto aos setores, a estratégia é simples. Sendo assim, é aproveitar uma empresa que vai liderar o crescimento em um setor.

Os dividendos tratam de ganhos mais robustos. Nesse cenário, os retornos são conquistados pelas empresas que são boas pagadoras.

Por fim, temos os investidos em Long & Short. Ou seja,  comprar uma ação enquanto ela está entre as mais vendidas.

Escolha o melhor investimento em ações para vocẽ

Chegada a hora de escolher, os passos são mais simples. Você deve analisar com cautela os investimentos.

Essa é uma forma útil de entender os caminhos dos papéis. Por exemplo, diversas corretoras recomendam operações de compra e venda após a análise. Podemos citar duas espécies para aplicação. São elas

A primeira consiste em ser feita com base nas informações colocadas em um gráfico. Dessa maneira, é possível identificar os padrões e prever prováveis comportamentos das ações.

Já a análise fundamentalista é feita com estudos de informações de uma empresa. Ou seja, foca nas características financeiras da companhia. Por fim, o investimento em ações é feito com as de maior chance de ganho.

Quanto devo investir?

Essa é uma dúvida muito válida. Até porque, durante muito tempo se pensava que investir só ocorria com valores altos. Mas, a realidade não funciona bem assim.

De fato, existe a possibilidade de comprar ações com preços elevados. Tal como lotes de 100, que aplicam-se a números mais elevados. Afinal, são adicionados dois zeros ao valor. Por exemplo: um lote de R$50 acabaria custando R$5.000.

Mas, a aquisição de quantidades menores também é possível. Nesse sentido, elas estão disponíveis no mercado fracionário. Logo, as negociações são feitas com cada uma de forma individual e são representadas pelo letra F no fim do ticker, veja exemplos:

  • Oi (OIBR3)
  • Via varejo (VVAR3F)
  • Vivo (VIVT4F)
  • Petrobras (PETR3F)

6 dicas para quem vai iniciar o investimento em ações

Para ter certeza que terá os melhores resultados com seus investimentos, veja algumas dicas preciosas.

1 – Defina seus objetivos

Antes de começar, é bom realizar algumas reflexões. Nelas, entenda coisas como:

  • Os objetivos;
  • Quais riscos está disposto a correr;
  • Seu momento financeiro.

Para isso, você pode pesquisar ferramentas online que lhe ajudarão nessas questões. Assim, facilitará todo o seu caminho para investir.

2 – Escolha bem sua corretora

Uma dica importante é optar por uma boa corretora de valores. Sua conta nesses serviços é necessária. Então, avalie bem as taxas e os possíveis custos, além da reputação da plataforma.

3 – Pesquise a estratégia ideal para investimento em ações

Após definir o seu perfil de investidor, hora da estratégia. Portanto, ela deve estar alinhada com suas intenções e o momento do mercado.

4 – Home Broker ou mesa de operações

Quando escolher sua corretora, ela lhe oferecerá duas maneiras de negociar. Então, a seguir, você confere quais são.

  • Home Broker: o próprio usuário opera diretamente no cadastramento das ordens;
  • Mesa de operações: as medidas principais são feitas usando um operador.

5 – Tenha prioridade por negócios conhecidos

Não apenas isso, mas também empresas com valores que você se identifica. Essa dica é para tornar mais fácil o investimento em ações. Afinal, negociar com empresas que têm interesses alinhados com os seus gera maior confiança.

6 – Aprofunde seus conhecimentos e mantenha-se atualizado

Só a experiência não é suficiente. Ou seja, você deve estudar sobre o mercado e outros detalhes. Como resultado, sua avaliação será mais precisa e seus investimentos se tornarão mais seguros.

Nesse mesmo quesito, esteja sempre bem informado. Atualmente, as coisas acontecem muito rápido e é preciso acompanhar esse ritmo. Portanto, busque notícias e esteja sempre em dia com o mercado de ações.

Iniciando com o pé direito

Com todos esses passos e orientações, é questão de tempo para você começar. Dessa maneira, a chance de erro é menor em um campo um pouco complexo.

Neste artigo simplificamos as dúvidas sobre investimentos em ações. Aproveite veja este conteúdos dos erros mais comuns dos investidores.

Foto: Photo by Negative Space from StockSnap

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 57

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo