Conheça a melhor maneira de quitar as suas dívidas

Saiba como organizar a sua vida financeira e quitar todas as sua dívidas

As dívidas costumam ser geradas graças à desorganização da vida financeira. Por isso, deve-se entender as melhores formas para lidar com esse assunto. Assim, evita desgastes e outros problemas, além de iniciar seus projetos pessoais.

Com o auxílio deste artigo, descubra como manter um controle maior sobre sua renda. Também, entenda onde pode estar errando e o que melhorar para ter controle. Dessa forma, tenha mais segurança sobre o seu dinheiro.

Como reorganizar sua vida financeira?

Para iniciar uma reorganização em sua vida, deve ter paciência e dedicação. Afinal, no começo pode parecer um processo complexo, mas a prática o torna natural. Para isso é importante analisar com calma cada uma das atividades presentes em sua rotina. 

As dívidas começam quase sempre quando os gastos são superiores aos ganhos. Então, é preciso saber onde os excessos estão sendo cometidos e modificar a sua postura. Cada pessoa terá um processo para atingir o equilíbrio, mas saiba como começar a seguir.

Por onde começar

O primeiro passo de quem deseja ter uma organização financeira é anotar seus ganhos e gastos. Aliás, esse hábito pode parecer chato no início, mas anotando tudo que sai é possível entender suas contas.

Isso irá servir para visualizar suas dívidas e entender onde seu dinheiro é utilizado. Com essas informações você pode entender os pontos que precisam ser melhorados. Assim, saberá onde pode economizar para que sua vida financeira seja mais positiva.

Existem vários aplicativos e planilhas que podem ser usados para auxiliar essa questão. Portanto, se você é uma pessoa que tem dificuldades em anotar seus gastos, esse é um modo automático.

Diga adeus às dívidas e comece a investir

Para ter condições financeiras é importante se programar para quitar as dívidas que já possua. Isso pode ser feito reduzindo custos ou ganhando mais dinheiro com alguma renda extra. 

Determinar qual caminho será tomado depende de qual alternativa parece mais favorável à sua vida. Aliás, os processos são distintos para cada pessoa que deseja se aventurar por eles. Então, escolha o método que se encaixa melhor a sua realidade.

Métodos de livrar-se das dívidas

Para quitar todos os seus revés e começar a juntar renda deve entender a sua realidade atual. Sendo assim, juntar dinheiro é um procedimento que pode ser feito de duas formas:

  • Aumentando sua renda;
  • Diminuindo seus gastos.

Para o primeiro é preciso arrumar uma forma extra de aumentar seu capital. Isso requer um certo tempo extra para realizar a nova atividade. Assim, a opção só torna-se válida para quem pode dispor de um horário a mais para lucrar.

O dinheiro para quitar as dívidas pode vir de trabalhos adicionais ou turnos extras. Mas, esse fator vai depender muito das condições que você tenha em seu cotidiano. Por isso, tenha plena consciência das suas possibilidades reais.

A segunda forma de ganhar dinheiro envolve uma avaliação precisa de como são os seus gastos. A partir daí é possível definir os essenciais dos que não são tão prioritários. Com isso, saber onde deve economizar a sua renda é mais fácil de visualizar.

Regra do 50 30 20

Para quem quer quitar suas dívidas e começar a investir na vida financeira precisa conhecer essa regra. A proporção 50, 30, 20 é uma boa maneira de conduzir seu consumo e é usada por diversos investidores que querem ter uma aplicação segura.

Sua base consiste em gastar 50% em gastos essenciais, ou seja, os necessários para manter a sua subsistência e não podem ser diminuídos com facilidades. Podem ser alterados para cada pessoa, mas alguns dos mais comuns são:

  • Aluguel;
  • Gás de cozinha;
  • Consumo de água;
  • Gastos no mercado.

Os 30% são referentes a dívidas pessoais, ou seja, jantares, passeios, roupas ou viagens. São alternativas com grau de importância mediano em sua vida, mas que fazem parte de seu cotidiano. Aliás, é nesse setor que temos a possibilidade de economizar.

Já os 20% devem ser usados para investimentos ou para quitar os seus dividendos. A quantia é menor que as outras para propiciar qualidade de vida às pessoas. Contudo, é importante, por significar que seu dinheiro seja usado em prol de algo maior.

Como usar ela para acabar com as dívidas?

A última parte é muito válida para quem anseia por quitar as suas dívidas. É crucial pensar que essa renda deve ser armazenada sem desvios. Portanto, você pode utilizar de duas maneiras, para negociar as contas com pagamento total ou parcial.

Quem opta pela primeira opção precisa juntar um bom montante. Contudo, os pagamentos à vista tendem a render mais descontos e livrar-se de juros futuros. Mas, para quem prefere pagar pequenas quantias todos os meses precisa ter um planejamento de longo prazo. 

Mantenha um controle de suas dívidas

Para pagar as suas dívidas não crie novas e mantenha as que já tem em controle. Portanto, saber quais os juros e como você pode negociá-la é fundamental e deve ser seu primeiro passo. Aliás, tentar diminuir o preço deve ser sua maior meta.

Informe-se sobre o valor total delas e sobre as formas de pagamento oferecidas. Assim, crie uma lista de prioridades e elabore meios de colocá-las em prática. Isso irá ajudar a se organizar para quitar o total e manter o controle.

Quando puder pague tudo à vista, o feito permitirá que você conquiste descontos. Caso essa opção não seja plausível, programe-se para parcelar. Os preços abatidos dessa maneira costumam ser menores, mas vale a pena tentar negociar.

Os dois métodos são muito interessantes para quem quer se livrar de dívidas. Mas, para lidar com as opções, cada pessoa tem uma maneira. Escolha a que se encaixa mais em seu padrão de vida e aplique-se nele.

Método avalanche para quitar as dívidas

Existem duas escolhas comuns para quem precisa priorizar um pagamento do que outro. O sistema chamado de avalanche consiste em quitar primeiro a dívida com juros altos. O que possibilita que você se livre do valor maior e consiga juntar mais para os próximos.

Como funciona

Nele você seleciona as maiores dívidas e gasta tudo que puder para pagá-la. Dessa forma, as taxas abusivas somem e seu dinheiro pode render mais para as próximas. Aliás, é considerado um dos melhores métodos matemáticos.

Seu principal revés é ter uma boa quantia de renda para aplicar nele. Por isso, se optar por utilizá-lo é interessante criar uma pequena reserva para acelerar o processo.

Método bola de neve para acabar com suas dívidas

A bola de neve segue o sentido contrário do anterior. Trata-se do dinheiro voltado para quitar pequenos valores e assim se livrar de mais dívidas. É eficaz em motivar os pagamentos, já que ver o número de contas diminuir gera um estímulo.

Entenda como aplicar

Para utilizá-lo deve escolher os menores preços e focar neles. Então, conseguir se livrar de contas faz com que as pessoas se sintam interessadas em continuar esse processo. Por isso, mesmo não sendo tão econômico, pode se tornar mais eficaz a longo prazo.

Como escolher o melhor método para suas dívidas?

Os dois métodos são interessantes e funcionam, escolher entre eles depende só do seu perfil. Quem prefere economizar, deve optar pelo primeiro, por ser o mais rentável. Já as pessoas que sentem necessidades em se manter estimuladas devem escolher o segundo.

Existem mais fatores que devem ser analisados antes de quitar as dívidas. Assim, o principal deles é a verba que você pode destinar a essa prática. Afinal, se o valor foi muito alto, o primeiro sistema será mais chamativo.

Quem tem uma renda curta pode preferir pagar o que for possível e depois pensar no restante. Esse meio pode significar mais gastos no futuro, mas serve como um bom apoio emocional. Então, a sua realidade vai ter grande peso na decisão final.

Devo quitar as dívidas ou investir?

Tal questionamento passa na cabeça de muitas pessoas que querem ver seu dinheiro render. O primeiro pensamento a se ter é que com dívidas dificilmente será possível poupar para o futuro. Afinal, ações judiciais podem te obrigar a pagar o que deve.

Claro que cada caso pode funcionar de uma maneira. Existe quem vê vantagem em investir dinheiro para ter renda e quitar suas contas. Mas, esse processo tende a ser mais arriscado se a pessoa não entender sobre aplicações e liquidez.

Defina se o seu perfil é mais conservador ou ousado antes de tomar uma decisão concreta. Esse panorama irá lhe auxiliar a entender como proceder em seu futuro próximo.

Acabe com suas dívidas e comece a investir

Investir se tornou uma atividade essencial para quem quer viver bem. O procedimento faz com que seu dinheiro aumente e vire uma reserva emergencial. Além disso, ajuda a garantir qualidade de vida para o futuro.

Para que esse sonho se torne possível é preciso focar primeiramente em quitar suas dívidas. O processo pode parecer trabalhoso, mas com um pouco de organização consegue trazer bons resultados.

Definir qual forma se encaixa ao seu perfil e a sua renda é uma decisão que requer análise. Então, descubra os estilos de pagamento que condiz mais com você e comece a se aplicar nele. Quitando suas contas as portas do mercado financeiro ficam mais atrativas.

Foto de Tirachard Kumtanom no Pexels

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 112

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo