Método avalanche: o que é e como usar

Descubra tudo sobre o método avalanche

Usar o método avalanche é a melhor maneira para acabar com a pilha de dívidas acumuladas que, sem dúvida, prejudicam a sua vida financeira. Dessa forma, veja a seguir, tudo o que você precisa saber sobre essa estratégia que vai te ajudar a sair do sufoco.  

O Brasil e a dívida

Comparado a anos anteriores, o poder de compra dos brasileiros teve um grande aumento, o que melhorou a sua qualidade de vida. No entanto, isso também abriu portas para um problema que atinge grande parte da população, as dívidas.

Um dos motivos para isso é o uso do cartão de crédito. Afinal, poder parcelar grandes quantias é algo tentador, mas ao mesmo tempo perigoso. Além disso, a falta de planejamento e os juros tornam esse quadro bem mais difícil de lidar.

De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), no ano de 2010, o número de famílias endividadas ou inadimplentes beirava os 60%.

Hoje, mais de uma década depois, as dívidas estão acima dos 70% e tendem a aumentar, por causa de um mercado de trabalho instável e dos altos níveis da inflação.

O método que te ajuda a quitar as suas dívidas

Perceber que o dinheiro está acabando, enquanto a montanha de contas a pagar parece não diminuir é assustador. Assim, equilibrando-se entre os gastos mensais e outras despesas, as pessoas se sentem cada vez mais pressionadas.

Como forma de driblar essa situação e manter as contas em dia, surgiu o método avalanche ou empilhamento de dívidas; nele, o foco é quitar todas as pendências com a maior economia possível. Em seguida, entenda como fazer isso.

1 – Organize os juros

Nada melhor para ter todos os gastos em vista do que anotá-los, ou seja, criar um orçamento que ajude a estimar esses valores. Assim, ficará claro qual o destino do seu salário a cada mês, impedindo alguma surpresa desagradável.

Depois de criá-lo, cheque o juro de cada dívida, a que possuir maior valor deverá ser priorizada. Dessa maneira, use todo o saldo possível para o pagamento dela.

Como resultado, a economia será maior, pois evita que as altas taxas se acumulem e permite que o dinheiro seja redirecionado com mais rapidez.

Desse modo, não há dúvidas de que, em se tratando de finanças, organizar-se é a maneira mais fácil de evitar aquele aperto no final do mês.

2 – Pague o valor mínimo da fatura

Tendo em mente que o objetivo é quitar a dívida com o juro mais alto, essa é uma boa opção para lidar com outras pendências e, assim, agilizar o processo.

O mínimo é determinado no contrato com a empresa do cartão de crédito e representa o menor valor a ser pago para evitar a inadimplência. Dessa forma, para evitar ficar com o nome sujo deve-se pagar uma quantia entre o mínimo e o total da fatura.

Pontos positivos

O método avalanche se destaca por ser uma das estratégias mais eficientes para conseguir quitar dívidas, entenda os motivos:

  • Maior economia;
  • Ajuda no controle do dinheiro;
  • Exige disciplina e organização;
  • Maior rapidez;
  • Redireciona o dinheiro extra;
  • Quita dívidas de valor elevado.

Dessa forma, para começar a desfrutar dele, trace seu perfil, considere os benefícios e revise seus planos; se todos se encaixarem, você está no caminho certo.

Aspectos negativos

Por um lado, manter o foco em contas com valores elevados é bom do ponto de vista econômico. Entretanto, um dos maiores obstáculos para os endividados é ter de lidar com pendências que parecem nunca ter fim.

Na Teoria da fixação de objetivos, de Edwin Locke e Gary Latham, diz-se que concluir metas causa motivação. Mas, quando as pessoas tentam realizar objetivos difíceis de serem cumpridos, a tendência é que se sintam sem rumo, ou seja, desmotivadas.

Nesse sentido, para conseguir realizar o método avalanche sem problemas, é necessário que você saiba como economizar dinheiro.

Como economizar dinheiro

Guardar dinheiro é sinônimo de liberdade. Mais do que se prevenir contra imprevistos, economizar significa começar a preparar hoje os planos do futuro, como comprar uma casa nova, começar uma faculdade ou melhorar sua qualidade de vida.

1 – Corte despesas

Na busca pela economia, analisar e cortar, ou reduzir gastos pode ser a peça que faltava para se organizar melhor. Então, por mais que seja difícil, mudar seus hábitos de consumo é essencial, por exemplo:

  • Evite comer fora;
  • Compre em brechós;
  • Reduza o consumo de água e luz;
  • Compre o mesmo produto de marcas diferentes;
  • Aproveite os descontos;
  • Pechinche;
  • Use produtos seminovos e usados.

2 – Reflita

Ao querer adquirir uma mercadoria, considere se ele é realmente necessário para você. Afinal, poupar dinheiro é sobre abrir mão de alguns desejos, para poder desfrutar de uma vida mais tranquila.

3 – Evite o cartão de crédito

Como dito no começo do texto, poder parcelar grandes quantias é algo tentador, mas ao mesmo tempo perigoso. Por causa disso, sempre que possível, pague à vista e evite acumular pendências.

O caminho para a estabilidade financeira não é fácil, mas com o devido planejamento e bastante foco, com toda a certeza será um trabalho bem sucedido.

Pessoas foto criado por pressfoto – freepik.com

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 111

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo