Saiba como fazer uma negociação de dívidas com o banco para se livrar dos seus débitos e ter mais estabilidade em sua vida

Negociação de dívidas: como falar com o banco e fazer um acordo

Fazer uma negociação de dívidas é a solução certa para se livrar delas de vez. No entanto, muitas pessoas ficam apreensivas e sem saber como lidar com o banco na hora. Para se manter calmo, saiba tudo a respeito do assunto para estar bem preparado.

Como funciona a negociação de dívidas

Um problema muito comum é comprometer as suas finanças e depois não conseguir pagar o que deve. Portanto, esse é um dos grandes perigos de fazer compras sem planejamento. 

A negociação de dívidas surge como uma saída para reverter essa situação. Isso porque, vi ajudá-lo a limpar o seu nome e quitar as dívidas o mais rápido possível. Por isso, organize o orçamento para dar conta de quitar os débitos e as contas fixas do mês.

Veja as vantagens de negociar com o banco

O fato de conseguir acabar com a dívida não é o único benefício aqui. Assim, outros pontos positivos são:

  • Limpar o nome;
  • Fim dos juros;
  • Voltar a ter uma boa reputação no mercado financeiro.

Muitos cidadãos têm medo de ter esse tipo de conversa com a instituição financeira. Entretanto, é essencial saber que estar com o nome sujo é a realidade de milhões de brasileiros. Por isso, não se intimide e encare a situação de frente.

Como evitar novas dívidas

Leve em conta todo o dinheiro que pode gastar e procure não ultrapassar o limite. Dessa forma, tente cortar as despesas desnecessárias e busque até mesmo economizar

Também é interessante procurar uma fonte de renda extra, ainda mais quando iniciar a negociação de dívidas. Pois assim é garantido que conseguirá quitar as pendências e ainda manter as contas essenciais de casa em dia. 

Quatro formas de negociação de dívidas

Existem algumas maneiras de fazer o acordo para quitar esses débitos pendentes. Depois de descobrir o tanto que precisa ser pago no final, pode escolher entre:

  • Resolver direto com o credor;
  • Procurar empresas que trabalham com esse problema;
  • Feiras de negociação;
  • Tentar o refinanciamento.

Antes de escolher entre elas, é melhor conhecer um pouco sobre cada. Com isso, vai conseguir ter certeza se está escolhendo a opção certa para o seu caso. 

Nos feirões, a pessoa pode escolher a instituição que quer realizar a solicitação. Então, o que mais chama a atenção nesses eventos é a possibilidade de garantir um ótimo desconto, muitas vezes de até 90%.

Como fazer o refinanciamento?

Esta opção para a negociação de dívidas serve para trocar um contrato de empréstimo por outro. Ou seja, muda o antigo para um novo e pode alterar o prazo, bem como os valores contratados. Assim, é uma ótima solução para acabar com um mau endividamento. 

A ideia é conseguir tirar as pessoas desse enorme problema. Com isso, ela pode ter controle sobre as suas finanças de novo. Mas, precisa ter em mente que só vale a pena se a quantia atual compensar a anterior.

Vale a pena?

Na compra de um produto caro, como carro ou uma casa, no refinanciamento esse bem se torna garantia. Dessa forma, há menos burocracia, já que é um processo mais simples, porque ele é diferente de uma nova contratação e traz mais segurança.

O dinheiro acaba sendo liberado mais rápido do que em outros casos. Afinal, o banco já possui todas as informações de que precisa a seu respeito. Além disso, tem chances de conseguir um valor bem maior de crédito. 

Duas dicas para fazer uma negociação de dívidas

Saiba o valor total do que precisa ser pago, junto com encargos e taxas de juros. Assim, isso vai ajudar nos cálculos e na hora de conversar sobre a proposta. Dessa forma, procure o gerente do seu banco para entrar em um bom acordo para ambas as partes.

As instituições não enxergam essa atitude como algo ruim, afinal, é vantagem para eles receber o que devem. Então, em alguns casos, dá para fazer esse pedido de forma online. Por fim, lembre-se de escolher uma quantia que caiba dentro do seu orçamento mensal.

Seja firme

O agente financeiro pode tentar oferecer algumas propostas iniciais para te convencer. Mas, tente não aceitar logo de cara o que for sugerido. Isso porque, muitas vezes, esses valores podem não estar dentro daquilo que você tinha em mente ou do que você consegue arcar. 

Caso seja necessário, mude a sua dívida para outra instituição. Ou seja, quando perceber que não está sendo possível chegar a um bom acordo, transfira a sua dívida para outro banco. Esse procedimento tem o nome de portabilidade de crédito. 

Faça um bom planejamento

É importante criar uma lista com todos os seus débitos, para não perder o controle. Então, vai conseguir ter uma noção daquelas que geram mais juros. Isso vai ajudar no momento de fazer a sua negociação de dívidas.
Tenha em mente os seus direitos do consumidor, que incluem quitar uma pendência antes do previsto. Além disso, o valor precisa ser negociado com descontos e isso está descrito na lei. Portanto, volte a ter o nome limpo e as finanças sob controle ao negociar os débitos.

Negócio foto criado por yanalya – br.freepik.com

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Marketing Digital e Gestão de CRM atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestão de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. Também é fundador do Diário de Investimentos, Aplicativo Tricks (Guia Radical), Teste de Digitação Online e da Digitow - Plataforma de Digitação. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. blogueiro no portal de experiências CV do Fábio.
Post criado 141

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo