Como funciona a moeda dólar?

Como funciona a variação do dólar?

O dólar sobe e desce, mas por que isso importa?

Não vou viajar. Por que eu devia ligar? Para além do efeito mais imediato anos turistas (o aumento de custo em viagens ao exterior), a cotação do dólar é um reflexo de vários fatores na economia – é importante, portanto, entender o que faz ela oscilar e como isso te afeta a longo prazo.

Por que o dólar é tão importante pra economia brasileira? Não só a brasileira, mas do mundo todo. Ele é a referência monetária mundial, um papel que ocupou devido ao crescimento enorme que a economia dos Estados Unidos teve ao longo do século 20. Os países:

  • Possuem reservas em dólares;
  • Emprestam dinheiro em dólares;
  • Realizam todo tipo de transação comercial em dólares.
  • Por isso, ele estampa as manchetes de noticiários de todo o mundo: o que acontece com o dólar afeta todas as moedas.

OK, mas por que o dólar oscila?

O dólar comercial (que é diferente do turismo, aquele que você compra na casa de câmbio) é usado em transações do governo e dos bancos para compra e venda de mercadorias, investimentos, importações e exportações. A explicação mais simples para sua variação é justamente a oferta e demanda do mercado.

Explicando melhor. Pense na moeda como uma mercadoria. Quando tem muita gente querendo comprar, mas pouco produto no mercado, essa mercadoria fica mais cara. Por outro lado, se tem produto sobrando e pouca gente para comprar, o preço abaixa.

E o que faz ter mais ou menos dólar no mercado?

Essencialmente, três fatores principais.

O dólar sobe quando…

O Brasil importa muito e exporta pouco: é o chamado déficit da balança comercial. Como as transações internacionais são feitas em dólar, a oferta da moeda diminui no país.

Há muitos viajantes brasileiros no exterior: acontece um aumento de procura por dólares seguido pela retirada deles do Brasil para serem gastos em outro país.

Os juros dos Estados Unidos sobem: juros altos representam bons rendimentos em aplicações. Quando os juros americanos estão mais altos, os investidores tendem a tirar seu dinheiro do Brasil e levar para lá.

O dólar cai quando…

As empresas brasileiras começam a vender mais produtos no exterior (superávit comercial): entram mais dólares no país, aumentando a oferta da moeda.

Há um fluxo alto de estrangeiros no Brasil: a entrada de turistas no país também traz mais da moeda.

Os juros do Brasil sobem: as aplicações, particularmente as de renda fixa, que são balizadas a partir das taxas básicas de juros, passam a render mais e atraem investidores.

Importante: Estes são os fatores mais comuns para explicar a oscilação do dólar, mas vale sempre lembrar que a economia é dinâmica. Ou seja, há uma série de circunstâncias que podem influenciar a moeda, como a percepção do mercado de que o país está vivendo uma crise política, o crescimento ou não da economia e até acordos comerciais entre outras nações.

Quais os efeitos da variação do dólar?

Para viajantes: de imediato, a oscilação cambial impacta principalmente quem vai viajar, já que o dólar baliza os preços das passagens, a cotação das casas de câmbio e os gastos no exterior.

No dia a dia: a médio e longo prazo, também pode afetar o bolso do consumidor no geral, pois impacta os custos das empresas – indústrias que importam itens, por exemplo, podem repassar essa variação ao produto final, o que, por sua vez, mexe na inflação e no bolso do consumidor.

Nas exportações: um dólar consistentemente alto influencia as exportações do Brasil – quando a moeda americana está mais valorizada, os produtos brasileiros tendem a ficar mais competitivos no exterior.

Seja qual for a cotação, o importante é lembrar que, na economia, o cenário vantajoso muda de acordo com as circunstâncias e objetivos do país.

Brasileiro, investidor curioso de renda variável, professor de pós-graduação na PUC Minas e UNIPAC na área de Marketing Digital, atua como Consultor de Inbound Marketing na Rock Content atendendo empresas de diversos portes. Tem formação em Business Marketing pela Ohio University, Gestor de Pessoas e Especialista em Desenvolvimento Web pela PUC Minas e Produtor Multimídia pela UniBH. No tempo livre é fotógrafo, viajante no mundo e praticante de esportes radicais. Também é criador do Aplicativo Tricks (Guia Radical), blogueiro no CV do Fábio, Diário de Investimentos e fundador do Curso de Digitação Online. Site do Fábio G. Silva
Post criado 21

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo